13 de abr de 2013

A Missão e o seu caráter integral


"Não entendo uma adoração a Deus que não nos mova a promover a justiça de Deus no mundo." (Hill Song).
O cristão deve se importar, não apenas com almas que deseja "ganhar para Jesus", mas com pessoas, pessoas estas, que são seres completos, que tem "enes" necessidades; a principal delas é a fome espiritual de Deus e de sua verdade, logo em seguida vêm todas as suas demais necessidades físicas, emocionais, psíquicas, enfim. Por isso, não podemos ser omissos quanto a estas, nem quanto àquela necessidade. Esta preocupação deve permear a vida de todo cristão. Ao sairmos das quatro paredes do templo, ou do nosso quarto, onde oramos por elas e nos enchemos do poder do Espírito Santo, o que afirmamos sempre, deve haver em cada um de nós o resultado deste "enchimento do Espírito", pois a Bíblia nos afirma que o enchimento do Espírito nos é dado com propósitos, não é algo vazio de sentido ou de resultados. Na igreja primitiva era muito claro o poder derramado sobre eles na maneira como os de fora olhavam para aqueles que eram chamados até então de "os do Caminho". Caíam na graça de todo o povo, o proceder daqueles irmãos entre eles mesmos e para com os que se aproximavam deles era algo maravilhoso. Leia Atos 2. 42-47.

Ainda no Livro de Atos, cap.3.6, vemos Pedro curando um homem coxo, dizendo-lhe: "Não tenho prata, nem ouro, mas o que tenho isto eu te dou, em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda." Isso quer dizer que Pedro não fez mais ainda por ele porque não tinha posses para isso naquele momento, mas, certamente houve uma preocupação por parte de Pedro: "O que posso fazer por este homem agora mesmo?" E aquilo que Pedro pôde fazer, ele o fez, o curou. E aquele homem, a partir dali, com saúde, poderia agora trabalhar e manter-se. O nosso problema é que quase nunca, ou nunca fazemos esta pergunta a nós mesmos: "O que eu posso fazer por esta pessoa agora mesmo?". Contentamos-nos simplesmente em dizer àquele que padece: "Jesus te ama", e nada mais. O que temos feito para que esta pessoa veja o como e o quanto Deus a ama? Temos mostrado a ela o Evangelho todo, ou seja, todo o plano de Salvação por meio das Escrituras? Temos nos esforçado para, conforme as nossas poucas posses, muitas vezes, fazer algo em prol desta pessoa que padece sob a opressão da injustiça social no nosso País, e sob a opressão do inimigo que a tem aprisionado com as correntes dos vícios e/ou desestruturando a sua família, fazendo-a permanecer e afundar cada vez mais na lama do pecado, distante de Deus? O que temos nas mãos?
No cap 4 de Atos, encontramos Pedro usando sabiamente a oportunidade que se lhe abriu a partir daquele milagre na vida daquele homem; Pedro prega o Evangelho ao povo, e em seguida, mesmo sendo perseguido, passa a pregar ousadamente aos sacerdotes e saduceus, os quais os queriam calar. Porém, mesmo diante de suas ameaças, Pedro e João sustentaram que não podiam se calar diante do que tinham visto e ouvido (4.20). E, diz a Palavra do Senhor, que eles saíram da presença dos que os ameaçavam com mais ousadia e perseveravam na propagação do Evangelho, sua principal e primeira tarefa, a qual envolvia também o socorro ao próximo e aos domésticos na fé. No cap. 4.32-35, lemos que o encher do Espírito os constrangia a socorrer aos outros; vendiam até mesmo o que possuíam com este objetivo; e não havia entre eles quem padecesse alguma necessidade, porque todas as coisas lhes eram comuns (v.32 b). Será que o Espírito Santo do qual afirmamos estar cheios não está nos impulsionando a olhar pelos outros à medida que lhes pregamos o Evangelho? Ou somos nós mesmos, homens e mulheres de coração duro e desobediente, que não estamos lhe dando ouvidos?


Num contexto totalmente capitalista e consumista, onde o TER e o conquistar, o possuir, estão tão em alta e ainda, onde o status de quem TEM é supervalorizado, quem de nós, queridos, pode dizer que procede como os apóstolos da igreja primitiva? Onde está o erro? A palavra perdeu o seu sentido? O Evangelho tornou-se incompleto? Ou fomos nós mesmos por causa do nosso egoísmo que desprezamos o teor do único e imutável Evangelho? A verdade é: Não sentimos mais compaixão pelas pessoas, estamos adormecidos pela anestesia do egoísmo e da ambição e descontentamento com aquilo que já temos; estamos indo conforme a ideologia que o mundo prega. O que temos ainda não é o bastante, queremos sempre mais. Enquanto isso, o nosso dever de "cristãos cheios do Espírito Santo" tem sido negligenciado.


A Bíblia diz em Gálatas 5.16: "Andai em Espírito e não cumprireis a vontade da carne". O Apóstolo fala aqui contra diversos pecados, dentre eles o da ambição, do desejo desenfreado de TER coisas absolutamente materiais; fala ainda da ganância, fala ainda da bebedices e da glutonaria; às vezes, temos  amado tanto o que temos como nosso "padrão alimentar", que não temos sequer a capacidade de abrir mão em prol de dar ao que padece fome; não pensamos nos que nem o mais simples e básico tem para comer, pois na nossa cabeça, nos fará falta; enquanto que, nós gastamos à toa em fast Foods, ou comendo em restaurantes caros, etc. enquanto, bem ali, do lado de fora, na calçada, há pessoas famintas, as quais são ignoradas quando saímos satisfeitos. Isso não é, porventura, pecado?  Quando tudo isso se torna o mais importante para nós, e nos desvia de estarmos no mundo e de vivermos como se não pertencêssemos a ele, passamos a ser idólatras de nossa própria satisfação material enquanto outros perecem, com fome de Deus e com fome de pão. Alguém poderia argumentar: "Mas nada é mais justo; eu gasto porque conquistei este poder aquisitivo, trabalhei para isso." O que você acha que os apóstolos diziam numa situação semelhante? Na verdade eles nem questionavam, simplesmente agiam, porque eram impulsionados pelo Espírito Santo, de fato.  


Cada vez tenho mais certeza de que nós, evangélicos do século XXI estamos muito aquém do que é, de fato, ser cristão e interferir na vida das pessoas com o Evangelho em todas as suas dimensões e implicações.

Deus nos cobrará isso. Podemos ter certeza.

Receba nossas atualizações:

Um comentário:

  1. Amém! Que de fato venhamos redescobrir o Evangelho e anunciar com intrepidez esta mensagem poderosa pura e simples! Que Deus continue te abençoando!

    ResponderExcluir

Seja Bem-vindo(a) e obrigada por deixar comentários relevantes e por não postar como anônimo. Não publicarei comentários anônimos ou que contenham palavras depreciativas. Volte sempre para conferir as novas publicações do Blog! Visite também as postagens antigas (na barra lateral do Blog ou clicando no final da página em POSTAGENS MAIS ANTIGAS). Seja abençoado! Um abraço!

Depois disso, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei? E quem há de ir por nós?

Depois disso, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei? E quem há de ir por nós?
Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim." (Is 6.8)

Marcadores do Blog. Clique e leia os Artigos relacionados a cada tema.

A Bíblia para os povos A Missão da Igreja Ação Social da Igreja AMME Evangelizar Aplicativos para celular Aplicativos para Smartphone Aplicativos para Tablet Apoio aos Missionários sertanejos Campo Missionário Transcultural Carta Missionária comodismo compaixão compaixão pelas almas compaixão significado compromisso com Deus Congressos cristãos perseguidos Cuidado pastoral do Missionário Cultura da Bolívia cultura e práticas diabólicas Curiosidades Bíblicas Curso de Missões Urbanas definição de compaixão Dia da Bíblia Dia da Igreja perseguida Discipulado DNA Missions DOM- Departamento de Orientação Missionária Download de Slide de Missões é preciso olhar como Deus olha entrevista Equipe WDA Estados Unidos Eritreia Estratégias de Evangelismo etnocentrismo. Evangelho Evangelho de Jesus Evangelho Integral Evangelismo evangelização evangelização no Brasil Feliz Natal Compaixão pelas almas Ficha de apadrinhamento do Projeto Nova Vida fidelidade na pregação fidelidade no ministério frieza espiritual Gincana Missionária Guiné- Bissau Igreja Igreja e Missões Igreja local e missões Igreja Missionária Igreja perseguida imagens do Projeto Bolívia Informação Intercessão Missionária Investimento em Missões Janela 10X40 Jogral Jogral de Missões Jogral de Natal Jogral para Culto de Missões Jogral sobre a Volta de Jesus Cristo Kit Gay Lei da Mordaça Leis que tramitam no Congresso contra a igreja Levantamento de Recursos para Missões Liberdade de expressão da Igreja mantenedores de Missões Miss. Adriana Urban Missão da Igreja Missão e humildade Missão Integral Missio Blogs Missionária Missionária Tatiana Moura Missionários Missões Missões entre o povo Konkombas Missões entre os índios Missões na África Missões na Bolívia Missões na Espanha Missões no Brasil Missões no País de Gales Missões no Rio Grande do Norte Missões no sertão Missões no Sul da Espanha Missões Transculturais Missões Urbanas Natal New Life Project in Bolivia Notícias do Campo missionário na Bolívia Notícias do Campo Missionário na Espanha Notícias do Campo na Bolívia Notícias Missionárias Notícias Missionárias do Uzbequistão O crescimento do Islamismo no mundo O Evangelho contextualizado o que é compaixão? o que é sincretismo o retorno ao Evangelho da Cruz Obra Missionária omissão Oração e ação Oração e Missões Padre se converte ao Evangelho na cidade de Sousa Países onde há perseguição aos cristãos Pastor Zapatta perfil Missionário PL 122/2006 Portas Abertas Pr. Ronaldo Lidório Pr. Sidney Xaxá Pregação Projeto África Projeto Bolívia Projeto Bolívia 2010 Projeto de Lei de Marta Suplicy Projeto Janela 10/40 Projeto Missionário Projeto Missionário Transcultural Projeto Nova Vida Projeto Nova Vida na Bolívia Proyecto Nueva vida recursos para conferência missionária recursos para culto de missões Recursos para Missões reflexão missionária Reflexões sobre Missões Reflexões sobre o Natal Responsabilidade social da Igreja Ronaldo Lidório segmentos menos evangelizados sincretismo sincretismo afro-brasileiro Slide de Missões sobre o Brasil Slide de Missões-Brasil Slides de Missões soldado de Cristo STEC João Pessoa testemunho cristão Trabalho evangelístico com jovens adolescentes e crianças Tradução da Bíblia Tribos Urbanas verdadeiro Evangelho de Jesus Vídeo Aline Barros Vem que está chegando o Natal Vídeo sobre o Crescimento do Islamismo no mundo ocidental Vídeo Voices Natal VINACC Visão Nacional da Consciência cristã Visão 2025 Visão Missionária visto para missionário Zapatta Piura-Perú