16 de mar de 2013

Não basta apenas Evangelizar: Devemos pregar a Cristo Crucificado

 "Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho; O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo.
Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.
Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema." (Gl 1.6-9)





A evangelização dos povos de perto e de longe de nós é um assunto bastante amplo em nossos dias, seja na Internet ou mesmo em nossas igrejas; estamos sempre recebendo informações dos lugares mais remotos e temos notícias de que o evangelho está sendo pregado.
Algo que tem preocupado a alguns líderes e também a mim é o fato de qual é o conteúdo deste evangelho que está sendo "pregado".

Bem sabemos que após O grande Avivamento da Inglaterra surgiram muitas novas igrejas; mas em contrapartida, também surgiram diversas seitas. E é aí que mora o perigo. O Apóstolo Paulo advertiu os crentes da Galácia a que não ficassem deslumbrados com o conteúdo de outro evangelho; mas que permanecessem firmes na Verdade. Paulo pregava tanto a judeus quanto a gentios o mesmo evangelho, mostrando que a circuncisão na carne não influi na salvação; mas a circuncisão no coração, esta, realizada pela Obra de Deus-Pai escolhendo; do DeusFilho sendo o sacrifício necessário lá na cruz e nos imputando a sua Justiça; e, por fim, do Deus-Espírito Santo, convencendo o homem do pecado, da justiça e do Juízo e regenerando o homem, ou seja, fazendo morrer a velha criatura e fazendo uma nova em Cristo Jesus. Os crentes da Galácia estavam sendo influenciados a acreditar que sem a circuncisão não tinham condições de herdar o reino dos céus; por isso Paulo, preocupado com a fé destes novos crentes, que agora eram vítimas de judaizantes, escreveu esta epístola, pois, desejava que estes irmãos compreendessem que, se justificados por Cristo, já estão salvos, o que descarta a exigência judaizante de cumprir este ritual da Lei; pois foram salvos pela promessa Abraâmica que se cumpriria nO Descendente, a saber, Jesus Cristo (Gl 3.19-22), no qual somos co-herdeiros diante do Pai, pois a sua justiça nos torna justos, e não pela aliança da circuncisão.

Quanto ao assunto que estamos abordando aqui, é gritante a necessidade de que, além de estarmos pregando, que estejamos também pregando a mensagem correta, a verdadeira mensagem para o pecador: Todos estão mortos em seus delitos e pecados; porém, mediante o regenerar do Espírito Santo, podemos crer, nos arrepender, e respondermos à voz do Senhor nos chamando para estarmos em profunda comunhão, e, em consequência deste regenerar, e da salvação, passamos também a estar livres da condenação ao inferno, à qual estão condenados todos os homens mediante a Santa Justiça de Deus. Eis a mensagem que Ele nos deu a levar: a mensagem da reconciliação com Deus (Mt 28.19-20; 2 Co 5.18). E todo aquele que é do Senhor, ouvindo a pregação pura do Evangelho, sem distorções, sem adulterações; estes crerão e virão até Ele; pois Ele mesmo determinou que as pessoas sejam reconciliadas por meio da pregação do Evangelho, o qual é loucura para  os que se perdem (1 Co 1.21-24).

O grande problema hoje tem sido o de que há muita gente "pregando", e não pouca gente "aderindo" às igrejas, até abarrotando-as, por sinal. Porém, mesmo diante de Estatísticas mais recentes acerca do número de cristãos evangélicos ter tido um aumento considerável, infelizmente, a maioria destas pessoas são apenas cristãos nominais, pessoas que agora são do "mundo gospel", mas que pouco conhecem de Deus, de sua Palavra e muito menos de comunhão e compromisso com Deus e com o seu Reino. Até porque, o Pseudo-Evangelho que tem sido pregado em muitos púlpitos por aí, tem gerado uma grande multidão de pseudos-crentes, que tem uma suposta fé, em um Pseudo-Gizus; o qual não é o Senhor dos senhores nem o Todo Poderoso em seu verdadeiro sentido, mas é o servo dos pseudo-servos, e tem que atender a cada um de seus mais mesquinhos caprichos e desejos terrenos, seja por fama ou por sucesso financeiro, este Gizus tem que sarisfazer a seus pedidos, pois apenas assim ele é o Todo-Poderoso para eles.

Quanta ilusão, quantos seguindo este pseudo-evangelho... Isto chega até a doer. Jesus deixou uma pergunta no ar: "Quando o Filho do homem voltar, porventura achará fé na terra?" (Lc 18.8)

Precisamos despertar para o tamanho da nossa responsabilbidade quando pregamos em nossa casa, em nossas igrejas, ou ainda, quando saimos pelas ruas, bairros, cidades, Estados, Países, tribos, empenhando esforços, investimentos, tempo na pregação do Evangelho. Muitos hoje em dia têm investido financeiramente em certos ministérios cuja pregação é, no mínimo duvidosa, a qual não prega o Cristo crucificado, e muito menos o critério de que os que desejam seguí-lo devem levar a sua cruz a cada dia, ou seja,  morrer a cada dia para si mesmos e para o mundo e passar a viver para Deus, de forma que a vontade de Deus agora é o seu prazer e glorificá-lo é o seu objetivo. 

É importante investirmos em Missões? Sim. Com certeza. Porém, vejamos onde estamos investindo. Analise se você está contribuindo para a propagação de um "evangelho" que reduz o Senhor da Glória a um Gênio da lâmpada, ou ainda a um escravo, sujeito aos caprichos humanos, os quais são passageiros e lhe afagam o ego; mas invista em Missões sérias, de igrejas sérias e comprometidas com o Verdadeiro Evangelho, que não estão pregando a teologia da Prosperidade, mas o Deus que de bom grado faz prosperar todo aquele que é justo e justificado pelo sangue do Cordeiro, não da mesma forma que andam pregando; mas priorizando a espiritualidade, e repartindo bênçãos materiais como lhe agrada fazer; a servos que não estão com o seu coração nas riquezas terrenas, mas fitos em Jesus Cristo, buscando adorá-lo com o seu viver. Preguemos o verdadeiro Evangelho; o Evangelho do Cristo crucificado, o qual ressuscitou e está assentado à destra do Pai até que se cumpra o tempo certo de voltar e encontrar-se com os seus e estar para sempre com eles.

Fica aqui uma grande questão: Como vamos pregar o verdadeiro evangelho se nós mesmos não o conhecemos? Precisamos ler as Escrituras Sagradas, desde Gênesis a Apocalipse e compreender o Plano da salvação. Não basta também ficarmos apenas no estudo sem darmos frutos; precisamos nos preparar e agir urgentemente. 

Não basta evangelizar, precisamos pregar o Cristo crucificado. Muitas pessoas, diante de tantas distorções do Evangelho, seja via internet ou TV ou mesmo em suas casa, acabam por desenvolver asco por tudo o que se refere  a Jesus ou a evangélicos. Precisamos romper esta barreira criada pelos pregadores do pseudo-evangelho e levar O Evangelho da Verdade, pois a Verdade de Cristo, de fato, liberta.

Não vou finalizar dizendo "Que Ele tenha misericórdia de nós e nos desperte." Pois Ele já teve misericórdia de quem Ele quis ter misericórdia, desde antes da fundação do mundo, e a sua Revelação e ordem Imperativa já foi dada: IDE. Resta-nos agora obedecer. Pois enquanto nos calamos, as pedras clamam, e mensagens às quais muitos chamam de evangelho continuam a se ploriferar.

Depois disso, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei? E quem há de ir por nós?

Depois disso, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei? E quem há de ir por nós?
Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim." (Is 6.8)

Marcadores do Blog. Clique e leia os Artigos relacionados a cada tema.

A Bíblia para os povos A Missão da Igreja Ação Social da Igreja AMME Evangelizar Aplicativos para celular Aplicativos para Smartphone Aplicativos para Tablet Apoio aos Missionários sertanejos Campo Missionário Transcultural Carta Missionária comodismo compaixão compaixão pelas almas compaixão significado compromisso com Deus Congressos cristãos perseguidos Cuidado pastoral do Missionário Cultura da Bolívia cultura e práticas diabólicas Curiosidades Bíblicas Curso de Missões Urbanas definição de compaixão Dia da Bíblia Dia da Igreja perseguida Discipulado DNA Missions DOM- Departamento de Orientação Missionária Download de Slide de Missões é preciso olhar como Deus olha entrevista Equipe WDA Estados Unidos Eritreia Estratégias de Evangelismo etnocentrismo. Evangelho Evangelho de Jesus Evangelho Integral Evangelismo evangelização evangelização no Brasil Feliz Natal Compaixão pelas almas Ficha de apadrinhamento do Projeto Nova Vida fidelidade na pregação fidelidade no ministério frieza espiritual Gincana Missionária Guiné- Bissau Igreja Igreja e Missões Igreja local e missões Igreja Missionária Igreja perseguida imagens do Projeto Bolívia Informação Intercessão Missionária Investimento em Missões Janela 10X40 Jogral Jogral de Missões Jogral de Natal Jogral para Culto de Missões Jogral sobre a Volta de Jesus Cristo Kit Gay Lei da Mordaça Leis que tramitam no Congresso contra a igreja Levantamento de Recursos para Missões Liberdade de expressão da Igreja mantenedores de Missões Miss. Adriana Urban Missão da Igreja Missão e humildade Missão Integral Missio Blogs Missionária Missionária Tatiana Moura Missionários Missões Missões entre o povo Konkombas Missões entre os índios Missões na África Missões na Bolívia Missões na Espanha Missões no Brasil Missões no País de Gales Missões no Rio Grande do Norte Missões no sertão Missões no Sul da Espanha Missões Transculturais Missões Urbanas Natal New Life Project in Bolivia Notícias do Campo missionário na Bolívia Notícias do Campo Missionário na Espanha Notícias do Campo na Bolívia Notícias Missionárias Notícias Missionárias do Uzbequistão O crescimento do Islamismo no mundo O Evangelho contextualizado o que é compaixão? o que é sincretismo o retorno ao Evangelho da Cruz Obra Missionária omissão Oração e ação Oração e Missões Padre se converte ao Evangelho na cidade de Sousa Países onde há perseguição aos cristãos Pastor Zapatta perfil Missionário PL 122/2006 Portas Abertas Pr. Ronaldo Lidório Pr. Sidney Xaxá Pregação Projeto África Projeto Bolívia Projeto Bolívia 2010 Projeto de Lei de Marta Suplicy Projeto Janela 10/40 Projeto Missionário Projeto Missionário Transcultural Projeto Nova Vida Projeto Nova Vida na Bolívia Proyecto Nueva vida recursos para conferência missionária recursos para culto de missões Recursos para Missões reflexão missionária Reflexões sobre Missões Reflexões sobre o Natal Responsabilidade social da Igreja Ronaldo Lidório segmentos menos evangelizados sincretismo sincretismo afro-brasileiro Slide de Missões sobre o Brasil Slide de Missões-Brasil Slides de Missões soldado de Cristo STEC João Pessoa testemunho cristão Trabalho evangelístico com jovens adolescentes e crianças Tradução da Bíblia Tribos Urbanas verdadeiro Evangelho de Jesus Vídeo Aline Barros Vem que está chegando o Natal Vídeo sobre o Crescimento do Islamismo no mundo ocidental Vídeo Voices Natal VINACC Visão Nacional da Consciência cristã Visão 2025 Visão Missionária visto para missionário Zapatta Piura-Perú