20 de nov de 2009

O Evangelho contextualizado


Imagine se você estivesse no Alasca, tremendo de frio, e alguém lhe oferecesse uma roupa de praia, ou ainda um sorvete; ou se estivesse no deserto do Saara, e alguém lhe oferecesse um aquecedor. Seria inadequado, não é mesmo? Dessa forma, a sua real necessidade não seria suprida.

No reino espiritual não é diferente. A necessidade primordial do homem é a de ter de novo comunhão com Deus, embora não admita.
E é essa necessidade que devemos suprir com a nossa pregação. Essa tarefa é urgente, mas se faz necessário contextualizarmos a nossa pregação e traçarmos a melhor estratégia de Evangelismo em cada situação. Nesse processo devemos fazer a seguinte investigação:
Qual é a forma de pensar dessa pessoa?
Que ideia ela tem de Deus?
Qual é a melhor forma de me aproximar?
Que estratégia devo aplicar neste ou naquele caso? etc.

Antes de qualquer coisa, é muito importante que oremos e peçamos orientação de Deus, e que tenhamos as nossas convicções cristãs alicerçadas na Sua Palavra, para não corrermos o risco de estar apresentando às pessoas um Evangelho "maquiado", cheio de heresias, o qual, embora atraia multidões, não confronta o pecador com a sua real situação diante de Deus.

Precisamos pregar de forma contextualizada, de acordo com a realidade de quem nos ouve, mas primando sempre, a fidelidade à Palavra de Deus.Por exemplo: Quando pregamos para um morador de rua utilizando uma linguagem formal e eloquente, usando um vocabulário totalmente distante daquele que ele utiliza no seu cotidiano, não o levaremos de forma eficaz à uma reflexão acerca do Evangelho. Ele precisa reconhecer que precisa de Jesus, e que sem Ele não terá a vida eterna no céu. Neste caso, se este for analfabeto, de que adiantará entregar-lhe um folheto evangelístico e irmos embora?

Muitos de nós temos caído num erro, indo direto ao assunto. De repente surgirmos na frente das pessoas e dizermos: "Aceite a Jesus, senão você vai para o inferno." ou ainda: "Isso que você pratica é do diabo!" sem ter tido, previamente, um diálogo no âmbito natural, para só então, partir para o âmbito espiritual.(Ex.: Acerca de algum fato atual que seja do conhecimento de todos, como a morte de um famoso,uma catástrofe ambiental mostrada no noticiário, etc.)Do contrário, corremos o risco de gerarmos nelas uma aversão à pregação ou aos "Evangélicos".

Por que digo isto? Porque a própria Palavra nos diz que o deus deste século cegou o entendimento das pessoas para que não lhes resplandeça a luz do Evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus." (2 Co 4.4) Eles, na verdade estão perdidos sem Jesus, mas não conseguem enxergar isso. É necessário que levemos a Mensagem, alcancemos o seu entendimento, entendendo, porém, que a abertura dos seus olhos para a verdade que está sendo pregada, depende totalmente da Ação direta do Espírito Santo, o qual é o único capaz de abrir-lhes a alma, o coração para que Jesus entre.

Devemos ter como exemplo o próprio Senhor Jesus Cristo, do qual devemos ser imitadores.
Quando Ele esteve na terra exercendo o seu Ministério (o qual também foi um Ministério urbano, pois se estendia às Aldeias e cidades daquela região) Ele teve o cuidado de utilizar uma linguagem que alcançasse o entendimento e o coração dos que o ouviam. Ele contava Parábolas (relato de algo que realmente aconteceu) e fábulas (narração do que é imaginário) e ainda utilizava metáforas, levando os seus ouvintes a ligarem estas frases à sua real significação dentro daquele contexto. Ele falou acerca de pastores e ovelhas, da lei da semeadura, etc. E ainda demonstrou o seu cuidado de como se aproximar de alguém que é diferente de nós em algum aspecto, quando pregou à mulher samaritana, junto ao Poço de Jacó (Jo 4.4,13-14)

Temos ainda o exemplo do Apóstolo Paulo, quando se encontrava no Areópago, em Atenas, quando recebeu de Deus uma estratégia para aquele momento, em que se deparou com um povo politeísta, que,tendo receio de esquecer de oferecer sacrifício a algum deus, ergueram também um altar "Ao deus desconhecido".Partindo dali, Paulo, aproveitando bem aquela oportunidade, usou da sabedoria dada por Deus e pregou com ousadia àquele povo, falando acerca do Único Deus vivo , invisível e verdadeiro.(At 17.15-34).

Concluímos, então, que para levarmos o Evangelho de Cristo são necessários alguns passos:
1. Convicção da salvação e do alistamento automático como proclamador do Seu Evangelho(Sem excessões: Este chamado não é apenas para Pastores, Missionários, Evangelistas, e/ou Obreiros, mas é para cada novo- nascido em Cristo)- I Pe 2.9
2. Obediência à voz do Senhor- Mt 28.18-20; At 26.19-20
3. Conhecimento da Palavra II Tm 2.15; I Pe 3.15
4. Conhecimento da diversidade cultural existente dentro do nosso próprio País, Estado, Região,Cidade e até mesmo dentro do nosso próprio bairro,levando em consideração a diversidade de guetos e subgrupos culturais, como as Tribos Urbanas(punks, rappers, Emos, Góticos, surfistas, clubbers,hippies, roqueiros, etc.)

Estes subgrupos distintos, requerem do evangelista uma atenção especial, pelo fato de terem linguagem e costumes próprios. Há uma grande dificuldade em abrir e manter um diálogo acerca das coisas espirituais com algumas dessas Tribos. Devemos pedir a Deus que nos dê Graça, Unção e também estratégias adequadas para podermos levar-lhes o Evangelho de forma eficaz.

Acima de tudo, devemos pregar o Evangelho genuíno: Aquele que humilha o homem e exalta a Deus; que mostra ao homem a sua real situação diante do Deus Santo e Justo(condenação ao inferno por causa da desobediência) e a sua necessidade de Fé, arrependimento, confissão e mudança de atitude.

Devemos também refletir sobre a seguinte pergunta: "Até que ponto as estratégias de contextualização da mensagem são válidas? A partir de onde elas passam a ferir a santidade de Deus e a verdade da Sua Palavra?"

É interessante que busquemos informações, treinamentos específicos, e fazer uma análise das diferentes opiniões acerca deste tipo de trabalho, principalmente o de Evangelismo às Tribos Urbanas.

Sugiro aqui um livro e alguns links para que vc pesquise mais a fundo este assunto:



Livro:

"O que estão fazendo com a Igreja" Autor: Augustus Nicodemus

Links:

http://revsimonton.blogspot.com/2006/06/evangelizando-cidade-ii-as-tribos.html

www.ebdonline.com.br/cursos/evangelismojovens.rtf

http://arenalavras.wordpress.com/category/evangelismo/

http://amoministerioinfantil.blogspot.com/2009/05/dicas-para-trabalhar-com-os-jovens.html

http://www.tribalgeneration.org/report/prt/index.php?mes=05&ano=2009

9 de nov de 2009

Sai o visto da Miss. Tatiana para a Espanha. É hora do seu envio ao campo. Carta da Missionária.


"Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito" Romanos 8:28


Amados irmãos, que a graça e a paz do Senhor seja a constante em nossas vidas.
Quero louvar a Deus que é o mesmo ontem, hoje e será eternamente e cada um dos irmãos que estiveram e continuam orando por mim.

No dia 27 de outubro recebi uma ligação do consulado Espanhol de João Pessoa informado-me para ir buscar o meu visto. Isso mesmo, o meu visto finalmente saiu. Assim como está escrito em Eclesiastes 3:1: "Tudo tem o seu tempo determinado, e há um tempo para todo o propósito debaixo do céu". Apesar de não ser fácil esperar nEle, é a melhor atitude que devemos ter.
Permita-me explicar-lhe: Esperar o tempo de Deus é confiar no seu caráter imutável! Se durante toda a história da humanidade não há um momento em que Ele falhou ou se atrasou, nem fez algo pela metade. Que motivo eu tenho para não crer que Ele irá cumprir o que falou? A falta de fé, vem quando deixamos de olhar para o Autor e Consumador dela, e começamos a fixar os nossos olhos nas circunstâncias, nas adversidades, nas lutas, nas tribulações... Entretanto, quando voltamos os olhos para o Senhor percebemos que somente Ele pode e faz o impossível. Se as coisas têm andado difíceis atualmente, e parece piorar ou nada acontece, louve e continue esperando em Deus. Hudson Taylor (missionário na China no Século XIX) dizia: "A obra de Deus começa difícil, torna-se impossível e depois acontece". Por isso, aconteça o que acontecer espere nEle!

Agora que o visto saiu. Tenho no máximo 60 dias para sair do Brasil. Estarei viajando para à Espanha no máximo até o dia 15 de dezembro deste ano. E com isso, vem outro desafio: Completar o meu sustento para viver em solo espanhol. Como já expliquei em cartas passadas. Esse visto de residente é como missionária ou ministro religioso. De modo que, não poderei exercer outra função que não seja a mencionada.

Tenho a plena convicção de que Aquele que me chamou, me sustentará como tem me sustentado até agora. Portanto, quero mais uma vez oferecer-lhes a oportunidade de ser co-participante e vir comigo como mantenedor:


*10 pessoas e/ ou igreja com R$100,00;


*20 pessoas e /ou igreja com R$ 50,00.


Aguardarei resposta, caso Deus tenha colocado outro valor em seu coração, entre em contato comigo.


Que o Senhor da seara, nos ajude a sermos fiéis ao seu propósito.
Nele e por Ele,



Tatiana Moura.


Para contriuir:



Tatiana Moura dos Santos

Banco do Brasil

Ag. 0697-1

Conta Poup. 26442-3

Variação 01

* (81) 8820-1876



Posts relacionados:



http://compaixaopelasalmas.blogspot.com/2009/06/missoes-no-sul-da-espanha.html

Depois disso, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei? E quem há de ir por nós?

Depois disso, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei? E quem há de ir por nós?
Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim." (Is 6.8)

Marcadores do Blog. Clique e leia os Artigos relacionados a cada tema.

A Bíblia para os povos A Missão da Igreja Ação Social da Igreja AMME Evangelizar Aplicativos para celular Aplicativos para Smartphone Aplicativos para Tablet Apoio aos Missionários sertanejos Campo Missionário Transcultural Carta Missionária comodismo compaixão compaixão pelas almas compaixão significado compromisso com Deus Congressos cristãos perseguidos Cuidado pastoral do Missionário Cultura da Bolívia cultura e práticas diabólicas Curiosidades Bíblicas Curso de Missões Urbanas definição de compaixão Dia da Bíblia Dia da Igreja perseguida Discipulado DNA Missions DOM- Departamento de Orientação Missionária Download de Slide de Missões é preciso olhar como Deus olha entrevista Equipe WDA Estados Unidos Eritreia Estratégias de Evangelismo etnocentrismo. Evangelho Evangelho de Jesus Evangelho Integral Evangelismo evangelização evangelização no Brasil Feliz Natal Compaixão pelas almas Ficha de apadrinhamento do Projeto Nova Vida fidelidade na pregação fidelidade no ministério frieza espiritual Gincana Missionária Guiné- Bissau Igreja Igreja e Missões Igreja local e missões Igreja Missionária Igreja perseguida imagens do Projeto Bolívia Informação Intercessão Missionária Investimento em Missões Janela 10X40 Jogral Jogral de Missões Jogral de Natal Jogral para Culto de Missões Jogral sobre a Volta de Jesus Cristo Kit Gay Lei da Mordaça Leis que tramitam no Congresso contra a igreja Levantamento de Recursos para Missões Liberdade de expressão da Igreja mantenedores de Missões Miss. Adriana Urban Missão da Igreja Missão e humildade Missão Integral Missio Blogs Missionária Missionária Tatiana Moura Missionários Missões Missões entre o povo Konkombas Missões entre os índios Missões na África Missões na Bolívia Missões na Espanha Missões no Brasil Missões no País de Gales Missões no Rio Grande do Norte Missões no sertão Missões no Sul da Espanha Missões Transculturais Missões Urbanas Natal New Life Project in Bolivia Notícias do Campo missionário na Bolívia Notícias do Campo Missionário na Espanha Notícias do Campo na Bolívia Notícias Missionárias Notícias Missionárias do Uzbequistão O crescimento do Islamismo no mundo O Evangelho contextualizado o que é compaixão? o que é sincretismo o retorno ao Evangelho da Cruz Obra Missionária omissão Oração e ação Oração e Missões Padre se converte ao Evangelho na cidade de Sousa Países onde há perseguição aos cristãos Pastor Zapatta perfil Missionário PL 122/2006 Portas Abertas Pr. Ronaldo Lidório Pr. Sidney Xaxá Pregação Projeto África Projeto Bolívia Projeto Bolívia 2010 Projeto de Lei de Marta Suplicy Projeto Janela 10/40 Projeto Missionário Projeto Missionário Transcultural Projeto Nova Vida Projeto Nova Vida na Bolívia Proyecto Nueva vida recursos para conferência missionária recursos para culto de missões Recursos para Missões reflexão missionária Reflexões sobre Missões Reflexões sobre o Natal Responsabilidade social da Igreja Ronaldo Lidório segmentos menos evangelizados sincretismo sincretismo afro-brasileiro Slide de Missões sobre o Brasil Slide de Missões-Brasil Slides de Missões soldado de Cristo STEC João Pessoa testemunho cristão Trabalho evangelístico com jovens adolescentes e crianças Tradução da Bíblia Tribos Urbanas verdadeiro Evangelho de Jesus Vídeo Aline Barros Vem que está chegando o Natal Vídeo sobre o Crescimento do Islamismo no mundo ocidental Vídeo Voices Natal VINACC Visão Nacional da Consciência cristã Visão 2025 Visão Missionária visto para missionário Zapatta Piura-Perú