6 de out de 2012

Do que preciso para fazer Missões para a glória de Deus

"Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim." (Jo 15.4)

Urge a grande necessidade de que testemunhemos de Cristo aos que nos cercam e aos que estão além de nós. Muito se fala acerca de Missões, muitos de nós até nos emocionamos ao ouvir sobre este tema, mas não passa disso, falta-nos atitude. Mas, não bastaria somente a atitude, sem que a essência da Missão esteja em nós, ou melhor, sem que nós estejamos na essência da Missão, que é Cristo- o objeto da nossa adoração e da nossa pregação.

Fazendo uma leitura em alguns versículos do capítuo 15 do Evangelho de João, podemos extrair alguns pré-requisitos esperados na vida daqueles que querem fazer Missões para a glória de Deus. Vejamos alguns deles:

1- Precisamos estar ligados à Videira Verdadeira- Ele é a fonte da Vida verdadeira, somente nele recebemos vida para passarmos a fazer parte do seu reino de fato. (Jo 15.1) Como ser ligado à Videira? A única forma é passando pelo Novo Nascimento do qual Jesus fala a Nicodemos em Jo 3.1-15. Como poderemos receber da seiva e, por ela sermos voçosos e frutíferos? Recebemos o selo do Espírito Santo quando o mesmo vem até nós e nos revivifica, segundo o propósito eterno do Senhor. Se não temos convicção de que já nascemos de novo, enfrentar Missões assim, seria tomar um avião sem combustível e sem piloto. Porém, se temos o Espírito de Deus, somos guiados por Ele. Jesus, falando a Nicodemos diz: "O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito" (Jo 3.8). Estar ligado à Videira nos assegura de que estamos de fato vivos. Portanto, façamos uma análise para que não estejamos como aqueles da igreja de Sardes, que tinham nome de quem vive, mas estavam mortos, chamados pelo Senhor ao verdadeiro arrependimento enquanto houvesse tempo. (Ap 3.1B). Só os vivificados e ligados à Videira podem fazer Missões sob a direção do Deus-Espírito Santo.

2- Precisamos ser submissos à disciplina do Senhor em nossas vidas, o trabalhar contínuo do Oleiro é fundamental. "E ao que dá fruto, limpa para que produza mais fruto" (Jo 15.2). Corremos o risco de nos tornarmos soberbos e auto-suficientes na caminhada cristã e desprezarmos o cultivo de uma vida devocional, e assim, nosso trabalho missionário poderá se tornar algo seco quanto à preciosa unção do Espírito Santo mas transbordante de presunção e vanglória humana. O Apóstolo Paulo menciona  em 1ª aos Coríntios 12.7 que para que não se ensoberbecesse com a grandeza das revelações, foi-lhe dado um espinho na carne, mensageiro de Satanás, para lhe esbofetear, a fim de que ele não se exaltasse. Todo aquele que abraça o Ministério, seja à frente de uma igreja, seja como missionário no campo local ou transcultural, deve ter sempre em mente as palavras que João Batista dizia a respeito do Messias: "Convém que Ele cresça e que eu diminua." (Jo 3.30).

3- Precisamos manter a sua Palavra em nosso coração- Jesus afirma que é pela sua Palavra que somos purificados (Jo 15.3). O salmista também diz: "Guardei a tua Palavra no meu coração para não pecar contra ti." (Sl 119.11). A sua palavra é como um turbilhão de águas límpidas que vem e traz à tona a sujeira, pois, é por meio da sua lavagem que somos confrontados como em frente a um espelho e podemos ver quem somos e o quanto estamos aquém do que Deus quer que estejamos na sua presença, e somos guiados por Deus-Espírito Santo à uma vida de santificação para a glória do Senhor. É também movidos pelo temor à Palavra de Deus que nos policiamos quanto à fidelidade na pregação da mesma. Pois quantos temos visto se desviando da verdade bíblica em suas pregações apenas para tornar-se um ícone popular e arrebanhar multidões. O crescimento numérico também é importante, porém, não pode ser o nosso afã, o nosso afã, a nossa primazia deve ser sempre, a fidelidade na pregação do Evangelho todo a todas as pessoas, e assim, a obra que realizarmos será resistente no julgamento para galardões no porvir; porque a realizamos, não para a nossa vanglória, mas de fato, para a glória de Deus, oferecendo, dia após dia, o nosso corpo como sacrifício vivo, santo e agradável ao Senhor, no nosso culto racional (Rm 12.1).

4- Precisamos sentir gozo completo no cumprimento da missão- Jesus afirma que, pelas palavras dEle, o seu gozo permanece em nós, e o nosso gozo deve ser completo (Jo 15. 11). Mas, aluns podem até indagar: "Como sentir gozo completo em meio a tanta aflição no contexto do cumprimetio da Missão?" Quem indaga desta maneira, certamente, não entendeu ainda o que é fazer Missões nem sabe o prazer que é gerado no coração do servo obediente. Jesus ensinando no Sermão do Monte, disse: "Bem-aventurados sois, quando, por minha causa,vos injuriarem, perseguirem, e, mentindo disserem todo mal contra vós. Regosijai-vos e exultai,porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós." (Mt 5.11-12). Da mesma forma devemos nos sentir no cumprimento da Missão: cheios de gozo na presença do Rei; mesmo nos momentos mais difíceis, mais árduos, em que até somos tentados a pensar que estamos sós, e que o Senhor não nos vê.
Tenho experimentado no decorrer da minha vida momentos maravilhosos na presença de Deus, e não tenho lembrança de algo que tenha me trazido maior prazer do que cumprir o seu Ide, de ter levado a sua Palavra a mais uma pessoa, de conseguir, sob a sua orientação, expôr todo o Evangelho para alguém, de perceber a santa orientação do Deus-Espírito Santo me dando a estratégia correta no momento certo, para a glória dEle. Precisamos levar sempre conosco o gozo do Espírito Santo por meio de uma vida de Oração e leitura bíblica, a comunhão com o Pai é que gerará isto em nós dia a dia. Trazendo sempre à memória a esperança da glória, onde este gozo será pleno e eterno para sempre com Ele.

5- Precisamos ter convicção da nossa vocação-  Jesus diz: "Não fostes vós que me escolhestes a mim, mas eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome Ele vo-lo conceda." (Jo 15.16). Algo imprescindível na vida de um missionário, missionária, Pastor, etc. é ter a convicção do chamado específico de Deus na sua vida. Além do chamamento para o seu Reino, o chamado específico lhe assegura de que está no centro da vontade de deus na realização da Missão. Wayne Grudem quando esteve recentemente aqui em joão Pessoa nos trouxe uma palavra simples e objetiva acerca do líder cristão, dentre as várias lições, uma delas foi: "Deus não vai lhe abençoar em algo que Ele não lhe designou para fazer." Às vezes a pessoa não tem a vocação, mas está exercendo o ofício, às vezes não tinha o chamado e está no campo missionário; porém, é muito complicada a sua situação, pois é como se não tivesse segurança a cada passo dado, o que prejudica o ministério e a realização da missão. A melhor coisa é ter a certeza de que está no lugar certo, na hora certa, no tempo certo, e com a mensagem certa- fiel nos lábios, desta maneira os frutos produzidos por nós serão viçosos e permanentes.

Poderíamos ir mais adiane no texto e retirar ainda mais lições, porém, creio que já conseguimos transmitir o que aprouve a Deus neste momento.

Clamemos a Deus para que a nossa vida esteja no centro da sua vontade, clamemos por direção, por convicção, por confirmação, por paz no coração em relação ao como estamos cumprindo a sua Missão, pois esta tarefa é muito preciosa para querermos fazê-la de qualquer maneira. E se não há paz, é porque algo precisamos consertar, algo está fora do lugar. Deus quer abençoar o nosso ministério, Ele é o Deus que torna possível o impossível. Se temos tido dificuldades em alguma destas áreas, se pulamos etapas, mas ainda não temos convicção do chamado, se temos murmurado ao realizar a sua preciosa missão, se não estamos mais suportando as afrontas, os espinhos, se estamos dando lugar à soberba, se estamos endurecidos diante do trabalhar do Senhor na nossa vida, se já não sentimos mais gozo na presença dele ao realizar missões, então derramemos o nosso coração na presença dele, Ele nos restaurará e nos guiará para ocentro da sua vontade. Não cessemos de orar nem de clamar enquanto Ele não falar conosco.

Que o Deus-Pai, o agricultor sare os ceifeiros que já estão nos campos missionários, que sare nossas vidas antes de nos permitir ir ao campo missionário, para que venhamos ser bênção aonde quer que formos.

Receba nossas atualizações:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem-vindo(a) e obrigada por deixar comentários relevantes e por não postar como anônimo. Não publicarei comentários anônimos ou que contenham palavras depreciativas. Volte sempre para conferir as novas publicações do Blog! Visite também as postagens antigas (na barra lateral do Blog ou clicando no final da página em POSTAGENS MAIS ANTIGAS). Seja abençoado! Um abraço!

Depois disso, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei? E quem há de ir por nós?

Depois disso, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei? E quem há de ir por nós?
Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim." (Is 6.8)

Marcadores do Blog. Clique e leia os Artigos relacionados a cada tema.

A Bíblia para os povos A Missão da Igreja Ação Social da Igreja AMME Evangelizar Aplicativos para celular Aplicativos para Smartphone Aplicativos para Tablet Apoio aos Missionários sertanejos Campo Missionário Transcultural Carta Missionária comodismo compaixão compaixão pelas almas compaixão significado compromisso com Deus Congressos cristãos perseguidos Cuidado pastoral do Missionário Cultura da Bolívia cultura e práticas diabólicas Curiosidades Bíblicas Curso de Missões Urbanas definição de compaixão Dia da Bíblia Dia da Igreja perseguida Discipulado DNA Missions DOM- Departamento de Orientação Missionária Download de Slide de Missões é preciso olhar como Deus olha entrevista Equipe WDA Estados Unidos Eritreia Estratégias de Evangelismo etnocentrismo. Evangelho Evangelho de Jesus Evangelho Integral Evangelismo evangelização evangelização no Brasil Feliz Natal Compaixão pelas almas Ficha de apadrinhamento do Projeto Nova Vida fidelidade na pregação fidelidade no ministério frieza espiritual Gincana Missionária Guiné- Bissau Igreja Igreja e Missões Igreja local e missões Igreja Missionária Igreja perseguida imagens do Projeto Bolívia Informação Intercessão Missionária Investimento em Missões Janela 10X40 Jogral Jogral de Missões Jogral de Natal Jogral para Culto de Missões Jogral sobre a Volta de Jesus Cristo Kit Gay Lei da Mordaça Leis que tramitam no Congresso contra a igreja Levantamento de Recursos para Missões Liberdade de expressão da Igreja mantenedores de Missões Miss. Adriana Urban Missão da Igreja Missão e humildade Missão Integral Missio Blogs Missionária Missionária Tatiana Moura Missionários Missões Missões entre o povo Konkombas Missões entre os índios Missões na África Missões na Bolívia Missões na Espanha Missões no Brasil Missões no País de Gales Missões no Rio Grande do Norte Missões no sertão Missões no Sul da Espanha Missões Transculturais Missões Urbanas Natal New Life Project in Bolivia Notícias do Campo missionário na Bolívia Notícias do Campo Missionário na Espanha Notícias do Campo na Bolívia Notícias Missionárias Notícias Missionárias do Uzbequistão O crescimento do Islamismo no mundo O Evangelho contextualizado o que é compaixão? o que é sincretismo o retorno ao Evangelho da Cruz Obra Missionária omissão Oração e ação Oração e Missões Padre se converte ao Evangelho na cidade de Sousa Países onde há perseguição aos cristãos Pastor Zapatta perfil Missionário PL 122/2006 Portas Abertas Pr. Ronaldo Lidório Pr. Sidney Xaxá Pregação Projeto África Projeto Bolívia Projeto Bolívia 2010 Projeto de Lei de Marta Suplicy Projeto Janela 10/40 Projeto Missionário Projeto Missionário Transcultural Projeto Nova Vida Projeto Nova Vida na Bolívia Proyecto Nueva vida recursos para conferência missionária recursos para culto de missões Recursos para Missões reflexão missionária Reflexões sobre Missões Reflexões sobre o Natal Responsabilidade social da Igreja Ronaldo Lidório segmentos menos evangelizados sincretismo sincretismo afro-brasileiro Slide de Missões sobre o Brasil Slide de Missões-Brasil Slides de Missões soldado de Cristo STEC João Pessoa testemunho cristão Trabalho evangelístico com jovens adolescentes e crianças Tradução da Bíblia Tribos Urbanas verdadeiro Evangelho de Jesus Vídeo Aline Barros Vem que está chegando o Natal Vídeo sobre o Crescimento do Islamismo no mundo ocidental Vídeo Voices Natal VINACC Visão Nacional da Consciência cristã Visão 2025 Visão Missionária visto para missionário Zapatta Piura-Perú